Mondim de Basto: Festividade de Nossa Senhora das Graças retomada com maior número de andores em procissão

Foram milhares as pessoas que assistiram, ontem, às festividades em honra de Nossa Senhora das Graças, o maior evento religioso que se realiza anualmente no concelho de Chaves.

Caracterizada pela sua enorme capacidade de atrair população, oriunda sobretudo das diversas paróquias do concelho e da vizinha Galiza, esta festividade religiosa constitui-se já como uma tradição que anualmente enche a cidade flaviense com milhares de fiéis por devoção à padroeira.

A comemoração contou com a habitual celebração da missa campal, no Jardim Público, cerimónia presidida por Sua Excelência Reverendíssima Senhor Dom António Augusto Azevedo, Bispo da Diocese de Vila Real, seguindo-se a tradicional e muito participada procissão com os padroeiros das paróquias do concelho pelas principais ruas do centro histórico da cidade, repletas de pessoas que aguardaram a passagem da procissão.

Foram 60 os andores apresentados em procissão, acompanhados pelas Bandas Filarmónicas de Loivos, Outeiro Seco, e a Banda Municipal Flaviense “Os Pardais” que, em compasso, emocionaram quem assistiu ao evento.

A procissão terminou na Praça de Camões, com a bênção final a todos os presentes. No final, as bandas filarmónicas tocaram em conjunto a Marcha de Chaves, entoada pela população, e cuja letra faz referência à Nossa Senhora das Graças.

O evento foi organizado em parceria pela Câmara Municipal e a Paróquia de Santa Maria Maior, com o apoio das Juntas de Freguesia e das Paróquias de Chaves.

Menu