Municípios da CIM Alto Tâmega passam a funcionar em regime de serviços urgentes

No contexto atual de medidas extraordinárias para responder à situação pandémica causada pelo coronavírus/COVID-19 e tendo em conta as recomendações emitidas pela DGS, os municípios que constituem a CIM do alto Tâmega decidiram em reunião extraordinária, ocorrida no dia 16 de março, e com efeitos a partir de 17 de março, adotar mais medidas.

Assim, a CIM do Alto Tâmega passa a funcionar em regime de serviços urgentes: Criar rotatividade de funcionários nos serviços de forma a reduzir o número de pessoas nos espaços e em caso de contágio não haver propagação; Reduzir o atendimento às questões exclusivamente urgentes, mantendo 2/3 dos colaboradores em teletrabalho em casa; Substituir todas as reuniões presenciais por videoconferência, adiando as reuniões não urgentes; Suspender a atividade da brigada florestal até 31/03, mantendo-se a mesma em alerta sob chamada; Enquanto autoridade de transportes, autorizar a suspensão de todos os transportes públicos do Alto Tâmega até 09/04.

Os Municípios do Alto Tâmega passam também a funcionar em regime de serviços urgentes: Reduzir o atendimento às questões exclusivamente urgentes, devendo o mesmo ser realizado em sala própria definida para esse efeito; Criar rotatividade de funcionários nos serviços de forma a reduzir o número de pessoas nos espaços e em caso de contágio não haver propagação; Manter, sempre que possível, 2/3 dos colaboradores técnicos e administrativos em teletrabalho, a funcionar de forma rotativa semanal; Os serviços operacionais passam a funcionar de forma rotativa semanal, mantendo 1/3 dos colaboradores em operação; Realizar o máximo de reuniões em regime de videoconferência; Encerramento de parques infantis e instalações sanitárias; Prorrogar o prazo de pagamento da água para 90 dias.

Menu