Nova presidência da CCDRN reuniu com a CIM do DOURO

Realizou-se na manhã de hoje, no Museu do Douro, em Peso da Régua, uma reunião entre os presidentes que integram a CIM do DOURO e António Cunha novo presidente da Comissão Coordenação e desenvolvimento  da Região  Norte. Onde esteve também presente Célia Ramos (Vice-Presidente)  da CCDRN, Humberto Sequeira (vogal). 

Uma reunião que marca também a celebração dos 19 anos da classificação do Douro como Património Mundial. 

Relativamente a esta data importante, António Cunha referiu ser “Uma responsabilidade acrescida o papel de gestor do património do Douro.”  

Foi feita também a apresentação da Estratégia NORTE 2030, em que o professor António Cunha garantiu ter disponibilidade para ouvir os temas que mais preocupam os autarcas  Durienses. 

Os autarcas lembraram as maiores preocupações que têm neste Douro esquecido, por políticas que colocam o interior no final da lista das preocupações do poder central. A rede fluvial,  “projeto Douro´s Inland Waterway”,  a reposição ferroviária entre Pocinho( fronteira de Barca D’Alva/arredores de Salamanca. e terrestre, nomeadamente a construção do itinerário complementar do IC26,  foram mais uma vez defendidas pelos presidentes que integram a CIMDOURO. 

A CIM do DOURO integra os concelhos de Alijó, Armamar, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Lamego, Mesão Frio,  Murça, Peso da Régua, Moimenta da Beira, Penedono, S. João da Pesqueira, Sernancelhe, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, Tabuaço, Tarouca, Torre de Moncorvo, Vila Nova de Foz Côa e Vila Real.

Menu