Peso da Régua: avança recuperação das Caldas de Moledo

O entendimento alcançado entre a Câmara Municipal do Peso da Régua e a Entidade Turismo do Porto e Norte de Portugal é a garantia de um futuro auspicioso para a Estância Termal das Caldas do Moledo. O concurso público para a recuperação do edifício da Piscina já foi publicado em Diário da República. Em 2021 haverá obra feita.

A Câmara Municipal do Peso da Régua apresentou candidatura ao Programa PROVERE e, nesta altura, a obra de requalificação deste edifício tem financiamento comunitário garantido. A esta fase corresponderá um investimento na ordem de 1,5 milhões de euros. A gestão do equipamento será da responsabilidade da Câmara Municipal do Peso da Régua, em articulação com a Entidade Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Ambas as entidades consideram que se mantêm as condições necessárias para que as Termas de Caldas do Moledo se afirmem como um produto estratégico de turismo na região do Douro, enquanto recurso endógeno, que permitirá dinamizar atividades de turismo de saúde e bem-estar.

“Esta certeza traduz-se na congregação de esforços que viabilizará a recuperação do edificado e a revitalização dos cuidados de saúde de referência nacional, prestados em Caldas do Moledo, por forma a reunir condições favoráveis ao regresso dos aquistas e, por conseguinte, à dinamização da economia local e regional, coincidente com a criação de novos postos de trabalho, empresas em áreas complementares, novos residentes e reforço da oferta turística”, informou a autarquia.

Menu