Ponte entre Sobradelo e Capeludos afetada pela Barragem do Alto Tâmega vai ser reposta

O Presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, reuniu esta terça-feira, dia 17 de novembro, com a população de Sobradelo, a fim de dar a conhecer o projeto da ponte que irá ligar as aldeias de Sobradelo (Boticas) e Capeludos (Vila Pouca de Aguiar), em alternativa à perda da travessia que une as duas localidades, no âmbito da construção da barragem do Alto Tâmega.

O encontro contou com a presença de um representante da Iberdrola que explicou à população qual a solução encontrada pela empresa responsável pela construção do Sistema Eletroprodutor do Tâmega, para restabelecer a ligação entre as duas aldeias, após o enchimento da barragem.

A nova ponte estará localizada a 500 metros de distância da atual travessia, terá 170 metros de comprimento e uma altura de cerca 50 metros. A obra deverá arrancar no primeiro trimestre de 2022, prevendo-se que esteja concluída até meados de 2023.

Fernando Queiroga mostrou-se satisfeito com a reposição da ponte que une os dois municípios, referindo que “as nossas revindicações foram tidas em consideração e conseguimos que a Iberdrola apresentasse uma solução para suprir a perda da ponte”.

“Desde o primeiro momento que defendemos os interesses da nossa população e a reposição desta travessia era fundamental, uma vez que os habitantes das duas localidades utilizam recorrentemente a ponte para se deslocar de um lado para o outro do rio Tâmega, evitando fazer viagens mais longas e demoradas. Além disso, numa situação de incêndio florestal, a inexistência desta via colocaria em causa a segurança dos munícipes, por não haver alternativa para atravessar para a outra margem”, acrescentou o autarca.

Menu