Produtores de Maronesa doam carne às IPSS’s e alertam para dificuldades nas vendas

A poucos dias do início de mais uma quadra festiva, num ano marcado pela pandemia de Covid-19, a comunidade “Terra Maronesa” e os seus criadores estão a doar Carne Maronesa DOP, aquela que foi considerada a “Melhor Carne do Mundo”, a Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS).

Esta doação pretende beneficiar, numa primeira fase, todas IPSS com Estruturas Residenciais para Idosos (“Lares”) dos quatro concelhos com maior produção de Maronesa: Vila Real, Vila Pouca de Aguiar, Mondim de Basto e Ribeira de Pena.

O primeiro donativo, que beneficiou a APC de Vila Real, os criadores falaram da iniciativa, desta excecional carne produzida com respeito pelo bem-estar animal e com contribuição líquida para a sustentabilidade ambiental, cultural e social do território, assim como das dificuldades de escoamento da carne em período de pandemia.

António Moutinho, criador de 62 anos em Souto, Vila Pouca de Aguiar, tem mais de cem animais reprodutores e salientou que esta é a sua “única fonte de rendimento”. “Vivemos todos disto, mas a Covid-19 veio alterar tudo. Nós produzíamos essencialmente para a restauração e como os restaurantes estão praticamente parados está difícil”, salientou.

A carne é comercializada em exclusivo pela Cooperativa Agrícola de Vila Real e, segundo Marília Olhero, responsável pela parte comercial, a quebra nas vendas ronda entre os “85% a 90%”.

Carlos Varela, da APC de Vila Real, disse que o gesto de solidariedade dos criadores de maronesa é “bem-vindo” e referiu que a associação serve cerca de 100 refeições por dia.

Comunidade Terra Maronesa promove território

A associação “Terra Maronesa” é uma comunidade prática que pretende, a partir de uma abordagem holística e sistémica, valorizar o território habitat da raça bovina autóctone “Maronesa” e um vasto património alimentar nas suas diferentes vertentes económica, cultural, social, ambiental e turística.

A comunidade está a levar a efeito o projeto LIFE-Maronesa, financiado pela Comunidade Europeia, que pretende contribuir para inverter abandono de pastagens de montanha e ajudar a implementar a estratégia da UE de adaptação às alterações climáticas, reduzindo o risco de incêndios florestais e aumentando a resiliência climática da agricultura. À sequestração de carbono e a retenção da água no solo, ambos conseguidos através da pastorícia extensiva, somar-se-á a biodiversidade e os serviços de ecossistema.

Maronesa, a “Melhor Carne do Mundo”

Em julho de 2020, a carne Maronesa DOP foi considerada a “Melhor Carne do Mundo”, num concurso de degustação, com reputados chefs internacionais, promovido pela Fisterra Bovine World, uma organização sediada na Galiza, entre 13 raças diferentes, segundo a publicação de gastronomia galega Boísimo.

A raça do Marão e Alvão era a única representante nacional mas competia com a comum Holstein-Frison (a das malhas pretas), a Angus ou a dispendiosa Wagyu, do Japão. O projecto, o Fisterra Bovine World, criou durante 24 meses as várias raças autóctones, assegurando que os animais tinham a máxima pureza e idade semelhante, num quinta galega onde comeram exatamente o mesmo: milho e pastos litorais. 


A Carne Maronesa DOP é comercializada pela Cooperativa Agrícola de Vila Real. A venda pode ser feita na própria sede, em Abambres, na Rua Jaime Campos, ou através do telefone: 259 378 274, e e-mail: maronesacarnedop@sapo.pt.

Menu