Protocolo firmado em Vila Pouca de Aguiar para ajudar famílias até 2021

Geral

A 21 de março, no salão nobre dos Paços do Concelho, foi assinado um protocolo de cooperação entre o Município, a Fundação Manuel António da Mota e a Associação Just a Change para recuperar habitações de famílias necessitadas até 2021.

As três entidades têm um forte pendor social e uniram-se para ajudar famílias com insuficiência económica que vivam em condições de precariedade habitacional.

A autarquia sinaliza situações, faculta apoio logístico e cerca de 6.500 euros para refeições e deslocações das equipas de trabalho. Alberto Machado agradeceu à fundação e à associação “a solidariedade que têm com as pessoas mais carenciadas”.

A fundação auxilia até um máximo de vinte e cinco mil euros/ano e acompanha o processo de cada obra. Isabel Mota quer “deixar a nossa marca em Vila Pouca de Aguiar” ajudando quem mais precisa.

A associação de solidariedade coordena e realiza a obra através de voluntários que ajudam pessoas a viver num local digno. Simão Oom sublinha o contributo diferenciador do voluntariado e releva o trabalho excecional que está a ser feito no concelho aguiarense.

Menu