Reunião do Conselho Local de Ação Social de Boticas

O Conselho Local de Ação Social (CLAS) de Boticas esteve reunido esta quinta-feira, dia 29 de abril, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a fim de analisar e avaliar vários assuntos de interesse local relacionados com a área social.

O encontro, que contou com a presença das várias entidades locais e regionais que integram o CLAS, foi presidido pelo Presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, e arrancou com a análise aos pareceres relativos à requalificação de duas valências da Santa Casa da Misericórdia de Boticas (SCMB), nomeadamente da Estrutura Residencial para Idosos Santo Aleixo e do Lar Nossa Senhora Livração, no âmbito do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais – Pares 3.0.

Relativamente ao Plano de Ação do ano 2020, e tendo em conta as limitações impostas pela pandemia de Covid-19, foi feito um balanço positivo, uma vez que foi possível realizar 68 das 76 ações previstas.

Foi também apresentado o Plano de Desenvolvimento Social (PDS) para 2021-2025, documento que determina os eixos de atuação (Eixo I – Família, Comunidade e Saúde, Eixo II – Educação, Qualificação, Emprego e Empreendedorismo e Eixo III – Setor Turístico e Cultural), bem como as estratégias e objetivos de intervenção social a nível local.

No seguimento da reunião foi apresentado o Plano de Ação para o ano de 2021, estruturado de forma a corresponder aos três eixos de intervenção do PDS 2021 – 2025, onde se mantêm a maioria das iniciativas desenvolvidas no ano anterior.

Por último, foi avaliado o Plano de Atividades de 2020 do Contrato Local de Desenvolvimento Social de 4ª Geração (CLDS 4G) Boticas ComVida, projeto cuja a execução das ações está a cargo do Município de Boticas e que tem como finalidade promover a inclusão social dos cidadãos, através de medidas que contribuam para o aumento da empregabilidade, o combate da pobreza e promoção do envelhecimento ativo no Concelho, seguindo-se a apresentação do plano para o ano 2021.

O Presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, aproveitou a ocasião para falar de outros assuntos de interesse local, nomeadamente a distinção pelo sétimo ano consecutivo do Município de Boticas como “Autarquia + Familiarmente Responsável”, a atribuição do “Grande Prémio de Originalidade” ao projeto “Recordar é Viver”, na 2ª edição do Prémio Autarquias do Ano, bem como a criação de núcleos informáticos com sistema de rede Wi-Fi nas antigas escolas primárias das aldeias de Vilarinho Seco, Covas do Barroso, Antigo de Curros e Vila Pequena e ainda na Biblioteca Municipal, o que permitiu apoiar alguns alunos durante o período em que decorreu o Ensino à Distância.

Além disso, o autarca informou que foi aprovada a implementação do Plano Municipal para a Igualdade e Não Discriminação e que terá início a 1 de julho de 2021.

Menu