Ribeira de Pena: Baldios de Alvadia premiados pelo ICNF

Geral

O Conselho Diretivo de Baldios de Alvadia, em Ribeira de Pena, foi uma das três entidades contempladas com os Prémios do Instituto de Conservação da Natureza (ICNF) 2017, entregues no passado dia 4 de janeiro, que visam financiar três projetos na vertente ambiental, até 50 mil euros cada.

Uma das três propostas contempladas com o prémio foi a gestão integrada e promoção da biodiversidade de uma área de montanha na serra do Alvão, dos Baldios Freguesia de Alvadia, da responsabilidade de Avelino Rego.

O projeto propõe um tipo de gestão que concilie a conservação dos valores naturais com os interesses económicos das populações residentes, com ganhos para todas as partes. Neste sentido, pretendem promover e valorizar as suas raças autóctones (cabra bravia e vaca maronesa), a manutenção de atividades culturais benéficas para o ambiente (como o corte de matos para a cama dos animais) e criar descontinuidades no baldio, com recurso ao fogo controlado no Inverno, que permita viabilizar o controle dos incêndios de Verão que possam ocorrer.

“Tendo os Baldios da Freguesia de Alvadia sido fustigados por dois grandes incêndios em anos consecutivos, prevêem ainda a instalação de caixas ninho para aves, caixas abrigo para morcegos, entre outras medidas de conservação, que visam mitigar as perturbações recentes de habitats ao mesmo tempo que se promove a discussão para a necessidade de preservação dos nossos recursos silvestres que nos diferenciam como região e garantem as condições para a prossecução da nossa atividade económica”, afirmou o responsável.

A cerimónia contou com a presença da Secretária de Estado do Ordenamento do Território, e da Conservação da Natureza, Célia Ramos, da Diretora do Fundo Ambiental, Alexandra Carvalho, do Presidente do Conselho Diretivo do ICNF, Rogério Rodrigues, e restantes membros, bem como os membros do Júri, entre outras personalidades.

A iniciativa do ICNF, em parceria com o Fundo Ambiental, pretende apoiar projetos que contribuam para a conservação de valores e recursos naturais, a promoção ou manutenção da biodiversidade, assim como o restauro de habitats ou a valorização do território, com base nos sistemas e espécies autóctones.

Destina-se a iniciativas a desenvolver nas áreas protegidas ou nas zonas integradas na Rede Natura 2000 de Portugal continental. A partir das 84 candidaturas recebidas, foram selecionados os três projetos vencedores que serão objeto de financiamento, até ao montante máximo de 50 mil euros cada. Além daqueles três projetos, quatro candidaturas foram escolhidas para receber uma menção honrosa, abrangendo várias regiões do país.

Os Prémios ICNF 2017 – Uma Ideia Natural foram entregues pela secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Célia Ramos, em Lisboa.

Menu