Ribeira de Pena: sessão sobre Covid-19 para pais e encarregados de educação

O Município de Ribeira de Pena promoveu uma sessão de esclarecimento com a Unidade de Saúde Pública do Saúde do Alto Tâmega e Barroso, Direção do Agrupamento de Escolas de Ribeira de Pena e representantes dos encarregados de educação de todas as turmas do Agrupamento de Escolas de Ribeira de Pena, desde o ensino pré-escolar ao secundário, para esclarecer as dúvidas que têm surgido no seio da comunidade escolar relativas à situação pandémica da COVID-19.

A sessão teve início com a intervenção de Patrícia Mucha, em representação do Município de Ribeira de Pena, que destacou a importância desta sessão num contexto de grande incerteza relativamente ao desenvolvimento da pandemia e de apreensão manifestada por muitos encarregados de educação pelo crescente número de alunos infetados pela COVID-19, frisando a permanente preocupação e total disponibilidade do Município em ajudar na resolução de todas as situações de que tenha conhecimento e cuja solução possa ser assegurada quer pela intervenção direta da Câmara Municipal, quer pela  ação desenvolvida pela autarquia na mediação e encaminhamento das situações reportadas para as entidades competentes.

A Professora Paula Leal, Diretora do Agrupamento de Escolas, salientou o enorme esforço do Agrupamento de Escolas, em especial dos seus professores e trabalhadores, quer no cumprimento rigoroso de todas as normas do plano de contingência, quer na lecionação de aulas a turmas que têm, simultaneamente, alunos em regime presencial e alunos em regime de ensino à distância. A Diretora do Agrupamento mencionou, ainda, o apoio e a articulação permanente do Município de Ribeira de Pena em todas as situações em que a escola tem solicitado a intervenção a autarquia.

O Dr. Gustavo Coelho, Delegado de Saúde Pública do Alto Tamega e Barroso, fez uma breve descrição sobre as formas de transmissão do vírus da COVID-19 e sobre os critérios que as autoridades de saúde usam para classificar o nível de risco de exposição à COVID-19 das pessoas que tenham estado em contacto com outras pessoas que tenham testado positivo à COVID-19. O Delegado de Saúde Pública alertou, ainda, para a necessidade de cada cidadão cumprir as normas e orientações da Direção – Geral de Saúde sobre as medidas preventivas relativamente ao risco de contágio da COVID-19, salientando que apenas a adoção de comportamentos individuais responsáveis permitirá parar o contágio exponencial de pessoas pelo vírus da COVID-19.

Seguidamente, vários encarregados de educação expuseram algumas perguntas relativamente às formas de transmissão do vírus, ao isolamento de turmas e, inclusivamente, sobre as situações que poderiam levar ao encerramento das escolas, assim como sobre o atraso verificado na testagem de alunos e n demora excessiva na própria comunicação dos resultados dos testes à COVID-19. Depois de ouvir as intervenções, o Dr. Gustavo Coelho esclareceu todas as questões levantadas pelos representantes dos encarregados de educação, salientando, ainda, a importância de fortalecer a partilha de informação não sigilosa e o trabalho em rede entre instituições, por forma a que cada entidade possa, com base nas informações mais atuais, fidedignas e reais, tomar as melhores decisões para prevenir e controlar os contágios através do vírus da COVID-19.

No final da reunião, os representantes dos encarregados de educação expressaram a sua satisfação pela realização da sessão de esclarecimento, que permitiu dissipar muitas dúvidas e algumas das suas preocupações com a segurança e o bem-estar dos seus filhos em ambiente escolar face ao risco de contágio pela COVID-19.

Menu