Sabrosa: investimento de 10 milhões de euros em infraestruturas de tratamento de águas residuais

Foi assinado, no Espaço Miguel Torga, mais uma consignação de obras de melhoria de infraestruturas de tratamento de águas residuais no concelho de Sabrosa.

Ao todo serão cerca de 3 milhões de euros de investimento em 10 operações no concelho de Sabrosa e uma operação em Murça.

No âmbito do aviso do POSEUR-12-2017-05, viu a Águas do Interior Norte aprovadas 69 candidaturas, incidindo em várias operações de reabilitação de ETAR’s e redes de coletores nos municípios integrantes da empresa.

Posteriormente foi decidido agrupar essas candidaturas em lotes para colocação das empreitadas a concurso, atendendo a critérios de tipologia de obra e proximidade geográfica.

Um desses lotes é agora consignado e agrupa 11 candidaturas aprovadas, incidindo nas seguintes intervenções:

• Três operações no concelho de Sabrosa, de substituição de 1 ETAR em Paços e 2 ETAR’s em Fermentões por 5 Estações Elevatórias de Águas Residuais (EEAR), com ligação as redes existentes e encaminhamento para uma ETAR da Águas do Norte;

• Seis operações, também no concelho de Sabrosa, de substituição de 2 ETAR’s em Parada de Pinhão, 1 ETAR em Vilarinho de São Romão, 2 ETAR’s em São Lourenço de Ribapinhão e 1 ETAR em Vale das Gatas, por 9 Estações Elevatórias de Águas Residuais (EEAR), com encaminhamento para a ETAR do Coto, que será reabilitada e ampliada;

• Uma outra operação, ainda no concelho de Sabrosa, de substituição de 2 ETAR’s em Souto Maior por 2 Estações Elevatórias de Águas Residuais (EEAR), com encaminhamento para outra das ETAR’s de Souto Maior, que será reabilitada e ampliada;

• No concelho de Murça, uma operação de substituição de 2 ETAR’s e 2 Fossas Séticas, em Fiolhoso e em Cadaval, e sua substituição por 5 Estações Elevatórias de Águas Residuais (EEAR), com encaminhamento para uma nova ETAR de última geração.

O concurso público para execução destas intervenções foi ganho pelo consórcio constituído pelas empresas “Albino Luís S.A”, “Ovava Engenharia, Lda.” e “Higino Pinheiro & Irmão, S.A.”, tendo sido adjudicado pelo valor de 2.957.118,48€, e o prazo de execução da obra é de 550 dias.

O conjunto das candidaturas prevê investimentos na ordem dos 23 milhões de euros, a executar nos próximos 2 anos, tendo já sido finalizados concursos, consignados ou a consignar brevemente, no valor de cerca de 20 milhões de euros. Os restantes concursos encontram-se a decorrer.

A este valor de investimento na melhoria do tratamento das águas residuais somam-se investimentos na melhoria das redes de abastecimento de água, com vista a reduzir drasticamente as perdas de água das redes, no valor de 14 milhões de euros, cujos

procedimentos também se encontram a decorrer, totalizando o conjunto dos investimentos previstos em cerca de €35 Milhões.

A AdiN iniciou a sua atividade em janeiro de 2020 e é a entidade gestora dos serviços de abastecimento de água e de drenagem de águas residuais dos municípios de Freixo de Espada à Cinta, Mesão Frio, Murça, Peso da Régua, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, Torre de Moncorvo e Vila Real, num total de mais de 100 mil habitantes, tendo nascido no seio da CIM Douro.

Menu