Secretário de Estado da Saúde visitou CHTMAD

O secretário de estado da saúde, Francisco Ramos, efetuou uma visita de trabalho ao Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), na passada sexta-feira, com o objetivo de avaliar todo o plano de investimentos a realizar a curto prazo na região, em conjunto com a nova administração. “Fizemos uma reunião de trabalho para passar em revista o passado recente do centro hospitalar e perspetivar o futuro próximo”, frisou o secretário de estado.

Nesta reunião, foram debatidos temas relativos aos tempos de espera, aspeto sobre o qual o conselho de administração “já delineou programas de mais rápida resposta, sobretudo, em termos de consulta externa. “Temos o compromisso de que, até ao final do ano, estes tempos serão bastante reduzidos, quer por aumento de recursos próprios, quer também com a colaboração dos hospitais da região norte”, afirmou Francisco Ramos.

Para além deste assunto, foram abordados os investimentos que serão feitos na região: equipamentos de oncologia (em Chaves), adaptação de quartos particulares em cuidados paliativos, equipamentos importantes de eficiência energética e novos investimentos no bloco de partos de Vila Real. “Todos esses investimentos têm a luz verde do Governo, há casos em que serão candidatados agora para apoio dos fundos comunitários, mas que se espera que aconteçam rapidamente e, portanto, há um grande programa de investimentos na ordem de cerca de 15 milhões de euros para fazer ainda no final deste ano e ao longo de 2020 para, no fundo, melhorar as condições de funcionamento das três unidades hospitalares de Chaves, Vila Real e Lamego”, salientou o secretário de estado.

Relativamente ao tão aguardado acelerador linear, Francisco Ramos confirmou que o concurso está em preparação, o processo já está autorizado e que espera ter a oportunidade de autorizar esse investimento, no mês de setembro, “para dar mais equipamento ao centro oncológico de Vila Real”.

Rita Castanheira, nova presidente do Conselho de Administração do CHTMAD, que “acabou de chegar” a esta casa, afirmou que, apesar de só estar na administração há cerca de uma semana, verificou que há “alguns investimentos e prioridades para a área do polo oncológico com o acelerador linear; para a área do bloco operatório do hospital de Chaves, na área dos paliativos em Chaves, e no bloco de partos de Vila Real”. “São todas intervenções que nós esperamos que sejam para breve, uma delas já tem financiamento, outras estão em processo de análise e financiamento”, concluiu.

CR

Menu