Sessão do Conselho Pastoral da Diocese de Vila Real

Na manhã deste sábado, dia 9 de outubro, reuniu o Conselho Pastoral da Diocese de Vila Real, sendo esta a primeira sessão presencial desde o início da pandemia.

A reflexão da manhã centrou-se nos desafios lançados à pastoral neste período de abrandamento da pandemia e de progressivo retomar das atividades, quer paroquiais e diocesanas, quer dos movimentos e obras do apostolado.

A partir do documento “Recomeçar e Reconstruir” da Conferência Episcopal, os vários conselheiros partilharam as suas preocupações, os desafios que o tempo pandémico nos deixou, bem como as mais valias que ele trouxe e as oportunidades que podem ser aproveitadas para a vida eclesial.

A maior inquietação neste momento que implica todos, clero e leigos, famílias, jovens e adultos, é o acompanhamento às pessoas de situação de maior fragilidade, concretamente os idosos, os jovens, as famílias e os migrantes. A generalidade dos conselheiros manifestou esta preocupação que há de envolver todos.

As atividades pastorais na generalidade vão sendo retomadas aos poucos de modo presencial, embora se reconheça que ainda não pode ser generalizada e plena a participação e abandonar a presença nas redes on-line. Para se concretizarem estes dinamismos será importante cuidar das redes humanas, até porque muitas pessoas, durante o tempo de pandemia, não chegaram à “rede”.

Também nesta sessão foi apresentado o programa já delineado para o Centenário da Diocese já neste ano jubilar, que está marcado entre 8 de dezembro de 2021 e 8 de dezembro de 2022.

Alguns eventos serão celebrados na Sé e outros decorrerão um pouco por toda a diocese. Este conselho reclamou uma boa divulgação junto de todas as pessoas e desejou uma boa participação nas celebrações e peregrinações, para que possa ser bem aproveitado este Ano Santo que a Santa Sé concedeu à diocese.

Por último, trocaram-se informações e definiram-se alguns pormenores sobre a etapa diocesana de preparação do próximo Sínodo dos Bispos sobre a Sinodalidade, que terá a sua abertura dia 17 de outubro na Sé e o seu encerramento a 19 de março. Foi nomeado Coordenador diocesano para os trabalhos para o Sínodo dos Bispos, o padre Márcio Martins.

Menu