Stirling Moss: o maior piloto que nunca venceu a F1 foi vitorioso em Vila Real


Faleceu no passado domingo o piloto britânico Stirling Moss, aos 90 anos. O piloto, que competiu na Fórmula 1 (F1) durante uma década consecutiva (entre 1951 e 1961), foi por quatro vezes vice-campeão, de 1955 a 1958, ao ponto de ser considerado como o maior piloto da história a nunca ter conquistado um título da mítica prova automobilística.

A carreira de Moss foi, contudo, repleta de vitórias, algumas delas em solo português. No longínquo ano de 1958, no XII Circuito Internacional de Vila Real, Stirling Moss venceu a prova de Sport, num Maserati 300 S vermelho, completando 35 voltas numa hora e 47 minutos, a uma média de 135 km/h.

Moss nas Corridas de Vila Real em 1958

No mesmo ano, Stirling Moss viria a vencer o Grande Prémio de Portugal de F1, que na altura se realizava nas ruas do Porto, ao volante de um Vanwall. No ano seguinte (1959), voltou a vencer em Portugal, desta vez no Circuito de Monsanto.

Mais recentemente, Moss regressou ao circuito citadino vila-realense, em 2004, no evento Vila Real Revival, pouco tempo antes do regresso oficial das corridas. Além de participar no desfile de automóveis antigos, o piloto esteve numa sessão de autógrafos e de convívio com os participantes do evento.

Anos antes de se aposentar definitivamente, em 2009, regressou ao norte do país, para realizar uma prova de exibição no Circuito da Boavista. Apesar dos 79 anos, Moss foi oitavo classificado, ao voltante do seu Maserati-OSCA FS372.

Menu