UTAD entre as 100 universidades mais sustentáveis do mundo

A sustentabilidade da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) valeu-lhe o 78º lugar a nível mundial entre as 1 406 instituições de Ensino Superior que concorrem no Times Higher Education Impact Ranking 2022. A UTAD foi ainda a melhor universidade portuguesa nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) respeitantes à “Vida Terrestre” e “Água potável e saneamento”.

“A UTAD sobe quatro posições em relação a 2021 e fica à frente de algumas das maiores universidades portuguesas – é a segunda a seguir à Universidade de Coimbra. É, ainda, de destacar que a UTAD é a universidade portuguesa mais sustentável da região Norte”, refere o reitor Emídio Gomes.

Segundo o THE 2022, que avalia o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, a UTAD obteve um resultado global de 89,9 pontos em 100 possíveis, conseguindo assim o melhor desempenho global desde que este ranking foi criado, em 2019.

A UTAD ficou em 7º lugar a nível mundial no ODS “Vida terrestre”, que prevê a proteção, recuperação e promoção do uso sustentável dos ecossistemas terrestres, a gestão sustentável as florestas, o combate à desertificação, a detenção e reversão da degradação da terra e o combate à perda de biodiversidade. Com 95,1 pontos (em 100 possíveis), a UTAD foi a melhor universidade portuguesa neste parâmetro.

O THE 2022A coloca, ainda, a UTAD numa posição cimeira a nível nacional no que diz respeito ao ODS “Água potável e saneamento”. Os 79 pontos neste indicador justificam a 41ª posição da UTAD a nível mundial.

A UTAD destacou-se, ainda, nos ODS “Fome zero e agricultura sustentável” (82 pontos) com o 19º lugar a nível mundial e “Parcerias e meios de implementação” (com 83,1-90,6 pontos), ficando entre as 101 e as 200 das melhores universidades mundiais. Os resultados do THE foram divulgados a 27 de abril.

Times Higher Education Impact Rankings

O Times Higher Education Impact Rankings (THE) analisa o sucesso global das instituições de ensino superior (IES) no cumprimento dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da ONU (Organização das Nações Unidas). Nestes rankings, é avaliada a forma como a investigação, o ensino e a gestão das IES contribuem para o alcance dos ODS definidos pelas Nações Unidas, constituindo-se como o único instrumento mundial de avaliação destes compromissos.

Os ODS representam planos que todos os Estados-membros da ONU devem seguir para atingir para promover mudanças positivas no mundo do futuro: Objetivo 1 – Erradicação da pobreza (acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares); Objetivo 2 – Fome zero e agricultura sustentável (acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e a melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável); Objetivo 3 – Saúde e bem-estar (assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades); Objetivo 4 – Educação de qualidade (assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos); Objetivo 5 – Igualdade de género (alcançar a igualdade de género e ‘empoderar’ todas as mulheres e meninas), Objetivo 6 – Água potável e saneamento (assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos); Objetivo 7 – Energia limpa e acessível (assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos); Objetivo 8 – Trabalho decente e crescimento económico (promover o crescimento económico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos); Objetivo 9 – Indústria, inovação e infraestrutura (construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação); Objetivo 10 – Redução das desigualdades (reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles); Objetivo 11 – Cidades e comunidades sustentáveis (tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis); Objetivo 12 – Consumo e produção responsáveis (assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis); Objetivo 13 – Ação contra a mudança global do clima (tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos); Objetivo 14 – Vida na água (conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável); Objetivo 15 – Vida terrestre (proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade); Objetivo 16 – Paz, justiça e instituições eficazes (promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis) e Objetivo 17 – Parcerias e meios de implementação (fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável).

GC UTAD

Menu