Vila Pouca de Aguiar: Festival promove a cultura nos dias 30 e 31 de julho

Nos dias 30 e 31 de julho, o concelho de Vila Pouca de Aguiar será a capital transmontana da cultura, onde o teatro, a música e as artes circenses encontrarão o seu expoente, numa aposta na dinamização da oferta cultural do concelho.

Depois de uma paragem em 2020, a 2º edição do Festival ARTiManha regressa este ano, sob o slogan “Traz arte aos montes”.

Tendo em consideração o contexto atual, a cultura posiciona-se como uma das principais atividades dinamizadoras da coesão territorial e do relançamento da economia, mas também como uma atividade estratégica na introdução do desenvolvimento regional, na manutenção e coesão social, e, ainda, na preservação da identidade cultural.

Este ano, o ARTiManha adaptou-se aos novos desafios e irá lançar-se no meio digital, convidando todos a provar um pouco da riqueza e talento que os territórios mais remotos têm para oferecer a todo o país.

Ao longo dos dois dias de festival, o ARTiManha oferece ao público um cartaz eclético, que tem sido anunciado ao longo das últimas semanas nas redes socias do festival (Facebook e Instagram), e que atravessa a música, o teatro, e as artes circenses,

O evento marcado para os dias 30 e 31 de Julho de 2021, contará com a presença de público mediante as regras em vigor aquando da sua realização. Todo o festival será transmitido em direto em várias plataformas, incluindo canais televisivos nacionais.

O ARTiManha é promovido pela Animódia (Organização, Produção e Direção Artística) em parceria com a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar. O festival conta com o apoio do Ministério da Cultura e do Fundo de Fomento Cultural, no âmbito do programa Garantir Cultura.

Menu