InícioVila RealVila Real levou Barro Preto e Latoaria à inauguração do Crivo -...

Vila Real levou Barro Preto e Latoaria à inauguração do Crivo – Centro de Artes de Saber e Fazer

No dia em que celebrou 25 anos, o Museu do Douro inaugurou o CRIVO – Centro de Artes de Saber Fazer, numa cerimónia que contou com a presença do Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva.

O município de Vila Real esteve presente na inauguração, a convite do Museu do Douro, levando o Barro Preto de Bisalhães e a Latoaria de Vila Real, pela mão dos Artesãos Querubim Rocha e Miguel Fontes (Oleiros) e pelo Mestre e Artesão Joaquim Alves Santos, Artesão Rui Manuel Gonçalves Santos (latoeiros) e o latoeiro Vítor Santos, com o projeto Entr’Arte e Engenho. 

O CRIVO é um espaço de partilha de conhecimento onde se trabalhará de forma dinâmica o saber fazer da região, abrangendo as artes ancestrais e contemporâneas. Divulgar os criadores da região, gerar oportunidades de negócio e desenvolver ações de formação são alguns dos objetivos deste novo centro cultural. Para além do artesanato produzido e trabalhado em Vila Real, o CRIVO tem representadas as artes da cestaria, escultura das máscaras de Lazarim, esculturas de ferro e pedra do Douro Superior, ceramistas, artistas plásticos que fazem instalações com os desperdícios da natureza, etc. 

A Vereadora do Pelouro da Cultura, Mara Minhava, esteve presente na sessão inaugural, onde manifestou a sua satisfação e orgulho por ver o artesanato vila-realense tão bem representado. O Ministro da Cultura aproveitou a ocasião para falar com cada um dos artesãos ali presentes e perceber um pouco do trabalho que está por detrás da sua arte.

RELACIONADAS
Publicidade

Últimas notícias

LOJA DE LIVROS